Contatos

Contatos

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Se demorar, complica

http://2.bp.blogspot.com/-ENJ_0dtdSog/TpmhrrTHHVI/AAAAAAAAA4Y/S5P36s3_ZSA/s400/CULPULA.bmp
Ninguém tem dúvidas sobre a candidatura da ex-prefeita Bernadete Rego em Riacho da Cruz, mas demora escolher o vice pode dividir a base

Dentre todos os nomes que estão se apresentando para as eleições do ano que vem em Riacho da Cruz, dois se destacam. O primeiro é o da ex-prefeita Bernadete Rego (DEM), que deverá ser candidata pela quarta vez, o que por si só já o eleva à condição de favorita.

O outro nome é o do vereador pmdbista Marcondes Costa, vereador da oposição e com forte penetração também no eleitorado da situação graças ao seu trabalho bem feito no legislativo.

Neste momento, onde se projeta uma acirrada campanha eleitoral para o ano que vem, é praticamente impossível vislumbrar um cenário em que qualquer um desses candidatos possa ser eleito com larga vantagem sobre o outro, embora Bernadete se apresente como favorita.

A tão favorita e candidata até agora, Maria Bernadete, ainda que ninguém admita oficialmente: tem se limitado em deixar o barco correr ao sabor das águas pré-eleitorais, sem sinalizar seriamente quem poderá ou não ser o seu candidato a vice-prefeito. Isso não é bom nem para ela e nem para a base aliada, que vai precisar de união total para enfrentar um candidato a prefeito com fome de renovação de mandato.

A estratégia de Bernadete parece clara. Quanto mais tarde ela definir seu candidato a vice, menos tempo os aliados dela terão para ensaiar uma possível reação e se aliar ao grupo adversário. Por tanto, faz olhar de paisagem para a eleição de 2012, apesar da paparicação em torno do seu nome, ela consegue adiar qualquer forma de debate que venha falar da escolha de seu vice.

Por um lado, e olhando com franco otimismo, Bernadete tem agido corretamente. A escolha precipitada do seu candidato a vice-prefeito não é bom porque colocaria imediatamente o seu preferido no alto das manchetes, facilitando o caminho rumo à popularização de seu nome. Por outro lado, essa indefinição é péssima. Os pretendentes dentro da mesma base aliada estão por aí, uns alimentando falsas esperanças e outros pensando em talvez deixar a base caso não seja escolhido.

Divisões em bases políticas com maior densidade e consistência nascem e crescem nas indefinições. Como há uma boa dose de dinamismo nas ações políticas visando às eleições, os pretendentes criam pequenas redes de apoio dentro de suas áreas de influência. De tal forma que, ao menor sinal de possibilidade, eclodem no grupo adversário.

O fato é que, noticia veiculada no Blog RN Política em Dia 2012 dão conta de que, a indicação do vice de Bernadete será um momento de alguns disserem: "tô com raiva" e pode ser que alguém migre para o grupo contrário. Desse ponto em diante, não existe mais como retroceder e deixar o dito pelo não dito.

Há hoje esse tipo de risco dentro da base aliada municipal de Riacho da Cruz? Sem a menor dúvida, existe sim. Uns mais, outros menos, há três ou quatro pretendentes trabalhando dentro dos limites para se tornarem, no mínimo, a primeira opção e desbancarem como vice-prefeito de Bernadete Rego.

Mas será que a presença de uma liderança referencial no grupo não tem forças para impedir o racha? Não, não tem. É mais ou menos como acontece numa barragem. Depois que surge o primeiro vazamento, é impossível conter a força da demanda. E a vítima nesse caso será sempre a união.

Cuidado, se demorar complica.

6 comentários:

  1. Diante desse quadro, a candidata Bernadete deve ficar realmente preocupada. Por outro lado, a base aliada municipal precisa continuar dando liberdade para que seus pretendentes façam o trabalho no varejo, na ponta final da cadeia alimentar da política, apesar do risco evidente que esse tipo de estratégia carrega. Para a base, é torcer para que a ex-prefeita defina o mais rapidamente possível. De preferência, que seja um bom nome, caso contrario, o trabalho será bem mais complicado.

    ResponderExcluir
  2. De grosso modo, não é errado avaliar que existe, um vácuo político em Riacho da Cruz, ou melhor, que existia antes da presença constante do vereador Marcondes na cidade. E na política essas brechas não permanecem muito tempo. O prefeito Marcos Aurélio, apesar da caneta na mão, não tem feito o possível para se firmar numa ponta e retornar em 2017. Já o vereador Marcondes não tem caneta, mas está ascendendo politicamente, via apoio do Deputado Federal Henrique Alves e do Deputado Estadual Gustavo Fernandes.

    ResponderExcluir
  3. Essa demora em Bernadete escolher seu companheiro de chapa alem de preocupante é aflitante para quem almeja o cargo, os nomes já foram postos quais sejam Borracheiro, Adiel, Aliata Junior e Osvaldo, basta agora definir quem será o escolhido e quem irá se encaixar no perfil de vice vislumbrado pelo DEM, lembramos que a chapa Macondes/Raimundo é forte.

    ResponderExcluir
  4. Não sei pq da demora todos sabemos que o vice de Bernadete não esta em nenhum dos nomes comentados na cidade vamos analisar, Borracheiro foi o vereador mais bem votado, duas vezes presidente da câmara em apenas dois mandatos, para os padrões de riacho já foi muita coisa em pouco tempo, e n vai ficar com essa vaga de maneira nenhuma, Giordano bom nome inteligente dedicado um político no verdadeiro sentido da palavra, poderia muito bem ser ele o indicado mais o ciúmes dentro do grupo poderia desestruturar a campanha, Adiel gente muito boa mais sem nenhum jeito nem interesse pela política partidária, Deomar se for pra manter a linha dos vices anteriores é o nome mais cotado, Gilson a mesma ciumeira acima mencionada o impede de entrar no pleito, Aliata Jr boa pessoa, querido no município mais sem nenhuma experiência política e pouca aproximação com Bernadete e Marcos, bom nome mais sem asas pra voar, Osvaldo, o nome favorito dos regos, mais pra ser ele Bernadete vai ter que administrar a vontade de todos os pré-candidatos acima citados e ainda conviver com os ciúmes e intrigas dentro do seu próprio grupo.

    ResponderExcluir
  5. E COMO COMPLICA, ESTÃO PENSANDO QUE TUDO PODE A QUALQUER HORA, AS COISAS JA NÃO SÃO MAIS COMO ANTES, HOJE EM RIACHO DA CRUZ JA TEM A ATÉ FACULDADE,IMAGINE OUTRAS COISAS...HUM...BRINQUE.

    ResponderExcluir
  6. Rapaz, como diria minha vó, Bernadete ta brincando com a cor da chita...hum...digo é nada.

    ResponderExcluir