Contatos

Contatos

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Polícia Civil do RN e da Paraíba prende quatro pessoas no interior do estado

http://3.bp.blogspot.com/-YF9oYTO_mCo/ToImo5yf3iI/AAAAAAAAO-g/1zg4QeRRa6A/s200/g_apreensao_armas_municoes_colete_brejo_santo.jpg
Os policias cumpriram mandados contra familiares de três clãs, apontados como responsáveis de cerca de 64 homicídios na região.

As polícias Civil do Rio Grande do Norte e da Paraíba cumpriram na manhã desta terça-feira (27), com o apoio da Polícia Militar, mandados de prisão contra familiares dos clãs Oliveira, Veras, e Suassuna.

Aqui no estado, a operação denominada “Laços de Sangue”, resultou na prisão de quatro parentes da família Oliveira. Os três irmãos Francisco Neto de Oliveira, de 44 anos, José de Paiva de Oliveira, de 30, e Francisco Marcondes de Oliveira, de 34 anos, foram presos em Antônio Martins e Walison Souza de Oliveria, de 21 anos, em Caraúbas. Com eles os policiais apreenderam três pistolas calibre 380, cinco revólveres calibre 38, e outros dois calibre 22, uma espingarda calibre 12 e outra calibre 20, além de R$ 8.700,00 em espécie.

Estas pessoas teriam ligações com as famílias Veras (não é a de Campo Grande), Oliveira e Suassuna. As três famílias estariam se matando.

No rosário de mortes, as informações são desencontradas. Nos jornais da Paraiba, constam que estas famílias já mataram quase 100 pessoas. Nos jornais do RN constam 64.

Conhecendo bem o que está acontecendo e o tempo que já faz que acontece entre estas famílias e outras, não é nem 100 e muito menos 64. O número de mortes é muito maior.

E uma informação intrigante: a Polícia preparava operação para daqui uns dias, mas teve que antecipar que o grupo iria executar três pessoas em Catolé do Rocha a mando dos Oliveira.

Realizada em vários municípios do interior dos dois estados, a operação teve por objetivo repreender as três organizações criminosas comandadas pelos clãs que, de acordo com as investigações, já seriam responsáveis por cerca de 64 homicídios na região.

Outras duas pessoas foram presas em flagrante durante abordagens em barreiras policiais no município de Jaçanã. Francisca Aparecida de Souza Alves foi flagrada com 19 pedras de crack e Daniel Barbosa da Silva, 45 anos, foi preso portando um revólver calibre 38
*No Minuto via Nosso Paraná com informações do retrato do oeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário